PHOTO-2020-07-24-13-19-20.jpg

Módulos de energia solar tem imposto de importação zerado

A partir de 1º. de agosto diversos modelos de módulos solares, incluindo monocristalinos e bifaciais, além de alguns tipos de inversores trifásicos para sistemas fotovoltaicos e componentes utilizados nos "trackers", como unidades de controle, passam a integrar a lista dos chamadas “ex-tarifários”.  


A medida do governo que incluiu diversos equipamentos de energia solar na lista de bens de capital cujos impostos de importação estão zerados, vale até o final de 2021, de acordo com publicação do Diário Oficial da União no dia 20 de julho. 


Segundo Maycon Pereira, diretor comercial da Sonergy Brasil, a medida deve ajudar a impulsionar negócios neste momento em que a desvalorização do real frente ao dólar aumenta custos de componentes para geração com a tecnologia, que depende principalmente de importações da China.


Por outro lado, as poucas empresas que fabricam equipamentos solares no Brasil poderão ver pressionada sua competitividade frente aos importados, que tradicionalmente já possuem vantagens em termos de custos.


Instalações de geração solar têm crescido rapidamente no Brasil nos últimos anos e já respondem por cerca de 3 gigawatts em potência instalada, se consideradas grandes usinas.


Ainda assim, a fonte representa atualmente pouco menos de 2% da capacidade em operação no país, segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), com enorme potencial de expansão nas próximas décadas.
 

Avenida Doutor Luiz Teixeira Mendes, 3105
Zona 05, Maringá - PR | 87015-001

Telefone:
+55 44 3224-8160
+55 44 9 9115-4400

E-mail:
contato@sonergybrasil.com.br

Avenida Doutor Luiz Teixeira Mendes, 3105
Zona 05, Maringá - PR | 87015-001

Telefone:
+55 44 3224-8160
+55 44 9 9115-4400

E-mail:
contato@sonergybrasil.com.br